22 de set de 2011

Primavera




Primavera...
das estações és a mais bela,
a natureza se veste de aquarela,
só para nos encantar.

Brisa morna vem chegando,
de leve acariciando,
deixando suave aroma no ar,
convida-nos a amar.

Numa explosão de cores,
botões se abrem em lindas flores,
a espera dos beija flores,
para seu néctar ofertar.

Nos jardins coloridos,
borboletas aos bandos voando,
passarinhos, alegremente cantando,
é a primavera chegando,
convidando-nos a amar.

Terê Carvalho.


2 de ago de 2011

Camaleoa


Rotular-me...
Pura perda de tempo,
pois cada dia,
sou uma mulher diferente,
não me julgues,
nem tente entender-me,
por que...
Uma parte de mim é
brisa suave,
a outra...
tempestade de verão.
Uma parte de mim é,
pura emoção,
a outra...
toda razão.
Uma parte de mim é,
bandida, solta na vida,
a outra...
é recolhimento e solidão.
Sou mutante camaleoa,
de mim guarde apenas
o meu perfume...
Não tente me seguir,
sou como o vento
não tenho destino,
sou só um sonho
uma doce ilusão...

Terê Carvalho

12 de jul de 2011

Hoje


                                        
Hoje


Hoje, vou me despir
de todo sentimento de dor
e me vestir de amor.
Hoje, vou deixar o sol
do amanhecer, me aquecer
por inteiro trazendo vida
para dentro de mim.
Hoje, vou colorir o meu mundo
com cores ousadas, vivas e alegres
e vou deixar todas as emoções guardadas
se transformar em poesia.
Hoje, vou caminhar
rumo aos meus sonhos
e se por acaso tropeçar e cair
vou me levantar e voltar a caminhar.
Hoje eu vou a procura de um amor,
pleno, cheio de encantamento
que me faça acordar alegre pela manhã,
Hoje... vou cuidar de mim e ser feliz ...

             Terê Carvalho.

      Paizagem net
tube femme http://mafoirfouille.centerblog.net/
formatação Terê Carvalho.         

11 de jun de 2011

Soneto do Amor Total

Soneto do Amor Total

Amo-te tanto meu amor... não cante
O humano coração com mais verdade...
Amo-te como amigo e como amante
Numa sempre diversa realidade.

Amo-te enfim, de um calmo amor prestante
E te amo além, presente na saudade.
Amo-te, enfim, com grande liberdade
Dentro da eternidade e a cada instante.

Amo-te como um bicho, simplesmente
De um amor sem mistério e sem virtude
Com um desejo maciço e permanente.

E de te amar assim, muito e amiúde
É que um dia em teu corpo de repente
Hei de morrer de amar mais do que pude.

Vinícius de Moraes

20 de mai de 2011

Cora Coralina

Saber Viver

Não sei ... se a vida é curta
ou longa demais pra nós,
Mas sei que nada do que vivemos tem sentido,
se não tocamos o coração das pessoas.
Muitas vezes basta ser:
Colo que acolhe,
Braço que envolve,
Palavra que conforta,
Silêncio que respeita.
Alegria que contagia,
Lágrima que corre,
Olhar que acaricia,
Desejo que sacia,
Amor que promove.
E isso não é coisa de outro mundo,
é o que dá sentido à vida.
É o que faz com que ela
não seja curta,nem longa demais
Mas que seja intensa
Verdadeira, pura ...
Enquanto durar"

(Cora Coralina)

Cora Coralina, pseudônimo de Ana Lins dos Guimarães Peixoto Bretas, (Cidade de Goiás, 20 de agosto de 1889 — Goiânia, 10 de abril de 1985) foi uma poetisa e contista brasileira. Cora Coralina, uma das principais escritoras brasileiras, publicou seu primeiro livro aos 76 anos de idade.
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

10 de abr de 2011

Andarilha


Andarilha

Sou andarilha na vida
não gosto de despedida
meu teto é o firmamento
a paz o meu alimento.

Rabisco os meus sonhos
construo castelos mágicos
nas asas da imaginação
guardo você no meu coração.

Terê Carvalho.

27 de mar de 2011

Vento...

Vento...
O vento, que acompanha
a tempestade,
é o mesmo vento,
que refresca a noite
quente de verão,
O vento, que varre
as folhas no outono,
é o mesmo vento,
que espalha sementes
de flores e frutos,
O vento, que no inverno
açoita os ramos das arvores,
é o mesmo vento,
que me traz aroma de primavera,
O vento, que varre sonhos
e leva embora amores,
é o mesmo vento,
que me traz o som
de suave melodia,
inspirando-me
a escrever poesia.
Terê Carvalho.

24 de fev de 2011

Vazio


Vazio

Hoje,
olhando o por do sol
diante de rara beleza,
senti um vazio dentro de mim
e me perguntei
Porque essa melancolia...
O que minha alma anseia?.
Não consegui me conter
soltei a emoção
que estava sentindo,
deixei minha alma voar livre
por paisagens sem fronteiras
em busca de resposta.
Assim me deixei ficar,
perdida em meus devaneios
até que os primeiros raios de luar
fizeram-se presente.
Senti a brisa suave
tocar o meu rosto
e vibrar com ternura
pelo meu corpo,
trazendo-me de volta a realidade.
Lembrando, a esse velho coração
que ainda é tempo de ser feliz...
Terê Carvalho.


12 de fev de 2011

Bruna Lombardi Sedução




Sedução
Bruna Lombardi

Dentro de mim mora o animal
indômito e selvagem
que talvez te faça mal.

Talvez uma faísca
relâmpago no olhar,
depressa como um susto
me desmascare o rosto
e de repente deixe exposto
o meu pior

Em mim germina
uma força perigosa
que contamina,
uma paixão vulgar
que corta o ar e que
nenhum poder domina.

Explode em mim
uma liberdade que te fascina
sopro de vida,
brilho que se descortina
luz que cintila, lantejoula
purpurina.

Fulgaz como um desejo
talvez te mate...
talvez te salve...
o veneno do meu beijo.




31 de jan de 2011

Se eu fosse...



Se eu fosse…

Se eu fosse Vento, passava por ti,
para afagar levemente os teus cabelos.

Se eu fosse Chuva, caía no teu rosto,
para escorrer ao longo de teu corpo.

Se eu fosse Luar, amava-te em silêncio,
numa noite quente de Agosto.

Se eu fosse Sol, beijava-te,
numa radiante manhã de Primavera.

Mas eu não sou o Sol nem o Luar,
Não sou a Chuva nem o Vento,
Sou apenas um Homem carente de amar
Que o faz só… em pensamento.

António Feliciano.


21 de jan de 2011

Amor Maduro

Amor Maduro

O nosso amor
é sem fronteiras,
não conhece barreiras
é pura sedução.
Quando nos amamos,
a lua no céu se faz cúmplice,
e as estrelas dançam
na mesma sintonia,
de nossos corpos amantes.
A natureza fica em festa,
abençoando esse momento
pleno de encantamento.
E nessa entrega intensa
seguimos eu e você,
eternamente acorrentados
a esse amor sem limites,
que não vê no tempo,
por nós já vivido,
o seu fim chegar...

  Terê Carvalho



8 de jan de 2011

Ah...Esse homem.


Ah!... Esse homem

Com seu jeito de menino
De olhar tímido e carente
Que fala coisas bonitas
E depois finge não falar
Foi chegando de mansinho
E tomou conta de meu coração
O seu beijo tem
Um que de safado
Sabor de pecado
Gostinho de quero mais
Ah!... Esse seu olhar tem segredos
Que me tira o sossego
E me faz sonhar
Que me venha esse homem
Mas que venha por inteiro
Para que eu possa amar.

 Terê Carvalho.